TEMPO PARA VOCÊ

12/04/2012 09:59

 

 
Quantas vezes na semana você dedica um tempo para pensar e refletir sobre a pessoa mais importante da sua vida: VOCÊ!

 
É raro um momento de silêncio, de tranqüilidade e de oportunidade para ficarmos sós e avaliarmos nossas atitudes, idéias e a forma como tratamos todos que amamos.

 
Parece que temos pressa de viver. O mundo agitado e a economia globalizada criaram um homem cada vez mais competitivo em busca de uma qualidade de vida que nem ele mesmo sabe mais o que é.

 
O que ocorre é que, nesse cotidiano agitado, em que temos que compatibilizar as exigências de casa e de trabalho, estamos perdendo a capacidade de reconhecer o que é bom e o que é ruim para cada um de nós.

 
Quantos de nós conseguimos fazer contato verdadeiro consigo mesmo, conhecer suas próprias sensações e sentimentos.

 
Cada um tem sua história, com vivências e experiências próprias. Atualmente o mundo desafia nosso equilíbrio. Precisamos ter saúde física e psicológica para lidar com uma grande variedade de problemas que a modernidade nos traz: Stress no trabalho, problemas na escola, problemas afetivos e sociais. Nem sempre é possível lidar com tudo isso sozinho. Perdemos nosso bem-estar quando o peso dos problemas é maior do que podemos suportar.

Muitas vezes a qualidade de vida psicológica de uma pessoa depende dos tipos de vínculos que ela estabelece no início de sua vida com seus modelos ( mãe, pai e/ou cuidadores ) os quais serão mantidos durante seu amadurecimento. Nossas estruturas cognitivas serão organizadas em função dos mesmos.

 
Estes vínculos são importantes para a formação da estrutura da personalidade, na escolha de relacionamentos amorosos, interpessoais, no ambiente de trabalho, na forma de administrar o stress diário...

O indivíduo que se sentiu valorizado de alguma forma, apoiado a enfrentar os desafios da vida, que experimentou relações mais tranqüilas, terá uma visão muito mais clara e positiva. Tenderá a se amar mais e confiar mais em si mesmo.

 
Já os que não se sentiram apoiados e valorizados e se relacionaram em ambientes conturbados verão sua realidade como fria, vazia e solitária. Geralmente tornam-se pessoas que exigem atenção constante, querendo sempre agradar aos outros a ponto de esquecerem sua própria vida para viver em função dos desejos e vontades das outras pessoas.

 
Ao enfrentarmos situações de conflito no trabalho, na família, no relacionamento amoroso, ou até mesmo com os amigos, estamos tão envolvidos emocional e afetivamente que, às vezes, fica muito difícil resolvermos e entendermos sozinhos tudo que gerou e contribuiu para o problema. Nesta hora, geralmente, recorremos a um amigo próximo ou a algum familiar em busca de conforto e novas idéias, mas é raro sermos ouvidos sem escutar uma crítica, uma opinião ou um julgamento.

 
O caminho para administrar o problema e ter uma vida de qualidade é desenvolver o auto conhecimento, conseqüentemente, a auto- aceitação e com isso a auto-estima. E se sozinho não nos for possível, o auxílio de um profissional especializado, é o grande diferencial que pode ser de grande ajuda,ele não tem a função de resolver seus problemas, mas vai junto com você, pensar novas possibilidades e te guiar para melhores soluções.

Vida com qualidade é permitir-se ir além, É sonhar sem deixar de aprender com as possibilidades. É espantar-se diante do belo, confrontar-se com os amigos sem precisar temê-los. Pessoas precisam se bastar mais, sem, necessariamente, serem auto-suficientes.

 
Dedique um tempo para a pessoa mais importante da sua vida...VOCÊ!!!!
 
SE PERMITA VIVER... caminhe, dance,olhe para o céu, para as estrelas, olhe para as crianças que brincam, ria com os amigos, não leve a  vida tão a sério , ria de si próprio. Transforme a sua vida e crie a  sua própria felicidade .